Em Destaque

Independentemente da dimensão do espaço, há factores que fazem a diferença, a sensação de amplitude, o conforto de um pequeno espaço, a iluminação e um ambiente relaxante... 

 

 

 

 

» Espaço grande e livre.
O design contemporâneo adequa-se muito a este tipo de objectivo, adoptando uma abordagem “leve e arejada”.
Para criar a sensação de amplitude numa sala será necessário eliminar as sombras que tendem a “retalhar” os espaços em áreas distintas. Há que recorrer a iluminação suave. Escolha uma solução de iluminação que não transmita a sensação de um tecto mais baixo do que realmente é, como alguns candeeiros suspensos. A luz difusa e ambiente tenderá a ajudar numa sensação de amplitude do espaço. Utilize cores claras suaves e esquemas de cores monocromáticos. As cores claras reflectem a luz em vez de a absorver, o que faz o espaço parecer mais amplo. Tenha em atenção que a utilização da cor, pode caracterizar um espaço. Assim, se por exemplo quiser que um espaço pareça mais estreito do que realmente é, deverá utilizar uma cor mais escura nas paredes laterais. Deverá ter sempre atenção à cor do tecto, uma vez que uma cor escura faz com que o compartimento pareça mais baixo.

Evite as paredes com texturas marcadas. As superfícies lisas tendem a reflectir mais luz, dando a sensação de amplitude do espaço. Também no pavimento se deverão evitar as texturas carregadas. A escolha de superfícies reflectoras (espelhos, metalizados), poderá também contribuir positivamente para a “dimensão” do espaço.
A selecção e o posicionamento do mobiliário no espaço é crucial para a sua definição. Escolha peças que se elevem do chão e cujo material permita reflectir (cores mais claras, mais uma vez) ou deixar passar a luz (como é o caso do vidro fosco, por exemplo). Mais importante que tudo... reduza a mobília ao mínimo indispensável para não dar a sensação de atafulhamento.

» Espaço acolhedor
Se se considerar a casa como um refúgio, quer que ela seja de algum modo envolvente, reconfortante e com espaços acolhedores.
Crie espaços distintos através da utilização de luzes directas. As sombras que resultam ajudarão a eliminar visualmente determinadas áreas.
A iluminação suspensa tenderá a tornar os tectos um pouco mais baixos. Uma lâmpada de leitura colocará a luz apenas na sua vizinhança, limitando todo o espaço. Use iluminação incandescente em vez halogéneo ou fluorescente, pois criam um ambiente mais quente. Escolha cores fortes para as paredes e para o chão. Tenderá a aproximar visualmente estes elementos, tornando o espaço mais acolhedor. As cores quentes ajudam a este efeito.

Texturas marcadas e pesadas “ocupam” um espaço. Um tapete numa determinada zona ou numa parede, uma manta nas costas de um sofá, são elementos de textura a considerar. Use elementos com uma forte textura: ferro em vez de inox, tijolo em vez de mosaico... Escolha acabamentos e tecidos escuros para criar uma sensação de que a peça é maior do que realmente é. Tecidos texturados ou com combinações de cores darão um aspecto acolhedor a um sofá ou a uma cadeira. Coloque peças longe das paredes e utilize elementos altos para dividir visualmente as áreas, criando espaços mais intimistas.

Go to top

 

 

free counters
08 Abril 2011