Em Destaque

Quer ganhar mais espaço em sua Casa ?!

Um espaço pequeno, seja uma sala, um quarto ou uma casa de banho, devem ter todos os seus elementos estudados com cuidado, pois as sensações causadas por espaços apertados ou cheios de coisas variam do confinamento à falta de criatividade na produção (em escritórios). Não podemos confundir divisões pequenas e apertadas com salas aconchegantes, estas podem ser pequenas, mas bem organizadas e com um visual bem balanceado.

Cor
A cor existe em diversos elementos de uma divisão e isso deve ser sempre levado em conta, sempre equilibrando os seus tons e quantidades, nas paredes, no mobiliário, no tecto e no piso devido ao facto de possuirem a capacidade de afectarem o nosso humor e alterarem a nossa percepção visual.
As cores claras como tons de azul e pastéis, são óptimas, essas cores aumentam o ambiente, reflectem a luz e, principalmente o azul claro, deixa a impressão de um ambiente bem arejado. Escolha com cuidado os tons de verde claro, pois podem deixar a sua sala parecer um hospital. Pintar sancas, rodapés ou os batentes são maneiras de destacar um ou outro elemento, pintar o rodapé de um tom mais claro que a parede oferece profundidade a esta. Escolha tecidos de tons claros para o sofá e poltronas também, principalmente se forem muito grandes.

Móveis
A escolha dos móveis bem como o seu posicionamento é fundamental na altura de determinar a amplitude de uma divisão. Além do factor visual, também temos a percepção de um espaço amplo pela circulação que este oferece, portanto, antes de comprar aquela linda mesa de centro de 1,20m x 1,20m certifique-se de que as pessoas não ficaram a bater com os joelhos nela ao se sentarem. Algumas técnicas e tipos de móveis poderão oferecer um efeito interessante.

Proporção e escala
Você pode gostar daquele sofá de oito lugares, mesmo sabendo que vai ocupar uma parede inteira. Esqueça! Mantenha sempre a proporção e o bom senso nos elementos escolhidos, da mesma maneira que um sofá e duas poltronas reclináveis  poderão reduzir e muito o espaço, pode até colocar a hipótese de cadeiras.
Aproveite os móveis multi-função como caixas que podem armazenar objectos ou revistas que fazem a vez de mesa de canto ou um baú pela sua capacidade de armazenar e poderá ser uma mesa de centro. Nos quartos, sofás-cama e nas salas use também mesas com capacidade de extensão. Usar pufes ao invés de poltronas ou no lugar de um sofá de dois lugares é uma óptima solução. Considere elementos de decoração, como cadeiras ou armários da mesma cor que a parede, isso vai mesclar o móvel com o contorno suavizando a sua presença.
É interessante optar por mesas de centro ou de apoio e mesas de canto de vidro, pois permitem a passagem da luz ampliando o espaço, dão leveza e simplicidade ao ambiente. Procure sofás e poltronas sem descanso para os braços que também ampliam o campo de visão o que é determinante para se obter a sensação de maior espaço.

Iluminação
Aproveite ao máximo a iluminação natural, essa é a regra número 1, isso vai oferecer uma sensação de amplitude fantástica. Se possível livre-se de cortinas pesadas e com tecidos escuros que causam blackout, opte por tecidos translúcidos ou persianas que possibilitam controlar a incidência de luz. A iluminação artificial é melhor para levar foco a determinados pontos do ambiente.

Limpe e organize
Deixe o ambiente limpo e arrumado, a arrumação não é feita só em cima da mesa de centro ou arrumando milimetricamente a cama, as paredes também fazem parte, retire quadros ou porta retratos, um quadro grande é melhor. Colecções de pratos ou de qualquer outro tipo podem ser importantes e bonitas, mas raramente atrai os visitantes e são óptimos para deixar uma sala pequena parecer menor, sem mencionar que colecções de pequenos objetos são colónias de pó. Você não quer que o ambiente tenha mais de um ponto focal, aquele que chama a atenção ao entrar numa sala, como um belo vaso com iluminação focada, por exemplo.
Aproveite e repare se os tapetes estão bem posicionados e aplique aí a famosa regra do menos é mais. Prefira tapetes pequenos, tapetes grandes ficam bons nos ambientes grandes.

Espelhos
Estes são o verdadeiro Ás nessa operação, espelhos podem causar um efeito dramático na sensação de amplitude, levando a uma melhoria na distribuição da iluminação, e você pode contar com um número vasto de possibilidades de modelos e quanto ao posicionamento destes.
Colocados no chão refletindo de baixo para cima sugerem um ambiente amplo e alto, portanto evite o contrário. Prefira as molduras finas sem muitos detalhes, a não ser que o espelho seja o seu ponto focal. É melhor também lembrar que um espelho grande é melhor que vários pequenos, aqui o que se procura é abrir espaços, fazer com que pareçam mais amplos.